RSS

Arquivo da tag: viagem

Cataratas do Niágara

Na divisa com o estado de Toronto no Canadá está a cidade de Niagara Falls. Se você planeja conhecer a capital mundial de “Lua-de-mel” e perder o fôlego admirando a paisagem, aqui seguem algumas dicas:

Primeiro: para chegar lá: Buffalo é o hub mais próximo e do aeroporto saem ônibus de meia em meia hora para as cataratas. Neste destino vale a pena levar um tênis bem confortável e andar pela cidadezinha. É tudo perto e a distância dos estacionamentos públicos para as atrações são as mesmas que a dos hotéis. Não vale a pena alugar um carro. Outra, a cidade é super fácil de navegar e ainda passa um trolley (grátis) fazendo paradas pelos pontos turísticos, assim você pode descansar um pouco.

Atrações: além do óbvio ponto de observação ao topo, há a Maid of the midst (barquinho valente que quase chega na queda!), Cave of the winds, que é uma caminhada até a beirinha da queda d’água, onde você pode ir até o Hurricane Deck e sentir ventos com força de tornados, causados pelo volume d’água.

Você pode comprar um pacote de atrações por $33 dolares que vale muito a pena. Estão incluídos ambos passeios mais a visita ao aquário.

Comida: Starbucks e Hard Rock são suas opções conhecidas e por razões desconhecidas, há dezenas de restaurantes indianos! Dá tranquilo para seguir o orçamento de $30 dólares por dia em refeições.

Dica: se você se organizou e pegou o visto para ir ao lado canadense também (embora a melhor vista esteja no lado americano pois Horse Shoe Falls estão em território canadense) tenha troco, pois para entrar de novo você precisa ter .50 centavos (tanto faz de dólar americano ou canadense) e se você não tiver, não entra! O Casino na divisa do lado canadense é um bom lugar para pegar (ou perder) um trocado antes de voltar!

Chegado em aventura? Whirlpooljet, faça!

Curiosidade: dentro de um mini mercado próximo ao Holiday Inn Express há um “museu” com as cápsulas já utilizadas por daredevils que desafiaram a força da natureza. É grátis e no meio de tudo.

Embora seja atração turística 365 dias por ano, setembro e outubro são os melhores meses para visitar. Por quê? As férias escolares já acabaram, o calor está mais ameno porém quente o suficiente para permitir encharcar-se na Cave of the Winds.

 

 

 

 

 

 
1 comentário

Publicado por em 26/10/2011 em Sem categoria

 

Tags: , , ,